Processo de julgamento

  • Os trabalhos serão avaliados on-line por um júri de reconhecida capacidade, cujos nomes serão oportunamente divulgados.
  • Os trabalhos com maior pontuação irão compor a short list de pré-selecionados para a Bienal, que será anunciada na 2ª quinzena de março.
  • Uma vez anunciada a short list, seus autores deverão disponibilizar – em até 10 dias corridos – informações complementares e imagens em alta resolução dos projetos, além de enviá-los fisicamente para São Paulo, onde o julgamento presencial e final com os jurados irá acontecer.
  • O endereço e condições para envio serão informados apenas aos autores dos projetos pré-selecionados.

Sobre a seleção

  • Os trabalhos serão julgados de acordo com os objetivos da Bienal e os critérios expositivos da mostra.
  • Cada Subcategoria será avaliada por um grupo de jurados. Os jurados não poderão julgar Subcategorias nas quais tenham trabalhos inscritos.
  • O júri é soberano e sua decisão será irrecorrível.
  • Casos não previstos serão decididos pela Coordenação da Bienal.
 

Após a seleção

  • A maneira de apresentar os trabalhos, tanto na mostra quanto no catálogo, ficará a cargo da Coordenação da Bienal e dos profissionais responsáveis por estes trabalhos.
  • A listagem dos projetos selecionados e seus autores será publicada neste site.
  • Os trabalhos da short list não selecionados após o julgamento presencial não serão devolvidos, exceto se o responsável pela inscrição entrar em contato com a ADG Brasil – até dez dias após a publicação da listagem dos projetos selecionados – para providenciar a devolução pelo correio, que ocorrerá por conta do participante.
  • Os projetos selecionados não serão devolvidos.

Disposições finais

  • As peças inscritas não serão seguradas. A ADG Brasil compromete-se a tomar o máximo cuidado em sua guarda e conservação, mas não se responsabiliza por quaisquer danos ou perdas que possam ocorrer.
  • É de responsabilidade do participante o acondicionamento adequado dos projetos enviados, que garanta sua integridade física para julgamento e exposição.
  • A ADG Brasil terá plenos direitos de utilizar as imagens e informações dos trabalhos selecionados para divulgar a Bienal e a ADG Brasil. Poderá também utilizá-las, em sua totalidade ou parcialmente, em publicações próprias ou de terceiros, tanto impressas como digitais, inclusive com fins comerciais.
  • A autorização para exposição e publicação dos projetos inscritos é de responsabilidade do autor da inscrição, isentando a ADG Brasil de quaisquer ônus relativos à violação de direitos autorais de terceiros (estúdios, fotógrafos, ilustradores, etc).
  • A inscrição implica a anuência do participante com as normas estabelecidas neste regulamento.